jump to navigation

T P M e o absenteismo julho 22, 2009

Posted by Elza Prado in Diversos, Exercícios Terapeuticos, Exercicios em Geral, Terapia Floral.
Tags: , , , , , , , ,
add a comment

Outro dia,   já faz um tempo, creio que foi no Programa Estilo Saúde no Canal 42, estavam entrevistando uma Ginecologista que trouxe uma pesquisa bastante interessante sobre a influência da cólica menstrual durante a TPM. Ela trouxe a seguinte informação:  que há um índice de 1,94% de absenteismo durante um ano de trabalho e que 21% das funcionárias embora presentes, trabalham mas não são produtivas pelo desgaste e dor que sentem nesta ocasião.

O que as mulheres desejam? evidentemente sofrer menos,  produzir mais durante os períodos menstruais de preferência sem  as cólicas, minimizando os efeitos da TPM e tudo que vem junto como irritabilidade, aquela vontade de chutar tudo, de esganar um, etc..

Nos velhos tempos e ainda hoje se utiliza repouso, bolsa de água quente e medicamento prescrito pelo ginecologista. Na Medicina Natural ou Complementar há diversos recursos que são de grande apoio aos tratamentos médicos. Embora ainda pouco divulgada, a Terapia Floral,  é um excelente recurso que pode ajudar e muito, neste resgate de qualidade de vida.  O Floral composto Feminalis  e o Fitofloral Hormina ambos pertencentes ao Sistema dos Florais de Minas são de grande ajuda, a boa notícia é que um processo terapêutico com o uso desses produtos mais os apropriados à personalidade irão tratar a pessoa  por inteiro trazendo enormes benefícios para a vida dela. Dê uma chance a esta idéia!

Anúncios

Tensão Muscular e a Raiva julho 5, 2009

Posted by Elza Prado in Diversos, Exercícios Terapeuticos, Exercicios em Geral.
Tags: , , , , , , , ,
add a comment

Estava lendo um texto de Wagner da Rocha e quiz compartilhá-lo com vocês.

Tensão no pescoço, ombros muito comum nestes tempos, faça o exercício sugerido, vai se sentir muito melhor.

 O tônus muscular é controlado pelo sistema nervoso autônomo dividido em simpático e parassimpático; ele está fora do nosso controle consciente pois é influenciado pelo nosso estado emocional.  Esta hipertonicidade, caracterizada pelo aumento excessivo do tônus, normalmente provoca dores musculares, desgastes ósseos e compressão das articulações e vértebras, causando dores e inflamações.   A raiva é a principal emoção que aumenta o tônus muscular, principalmente quando ela é reprimida e não consciente.  Por isso, precisamos expressar toda a raiva de que não temos consciência para aliviar as tensões e dores musculares.

 Sente-se de frente para uma cadeira e imagine que ali está sentada a pessoa com a qual você tem coisas mal resolvidas. Comece dizer a ela tudo o que sente, deixe aflorar toda a raiva inconsciente sem medir as palavras e sem censurá-las.  Lembre-se de que a raiva é só uma emoção que está prejudicando a sua vida.  Quando terminar ficará surpreso com os sentimentos de amor,  compaixão e perdão que brotarão do seu coração.  Ouça conscientemente cada palavra que sair da sua boca, já que lhe servirão como respostas ou esclarecimentos das suas ações ou atitudes.