jump to navigation

COMER, COMER PARA PODER CRESCER! SERÁ? agosto 16, 2015

Posted by Elza Prado in Uncategorized.
Tags: , ,
add a comment

Alimentação InfantilPois é! alimentação faz parte do cuidado com o nosso corpo! Não é só malhar, caminhar, junto com observarmos a qualidade dos nossos pensamentos para gerar saúde uma realidade que prima pela qualidade de vida está cuidarmos da qualidade dos alimentos que ingerimos. Que o digam as nossas amigas Nutricionistas! Já observaram como há pessoas com sobrepeso? adultos e crianças!?

Nós terapeutas estamos sempre orientando as mamães de crianças agitadas, que diminuam dràsticamente o açucar e envolvam-nas em atividades criativas e convidem os papais para essas atividades. É legal jogar videogame com as crianças, sim é, estimulam o raciocínio mas aproveitem a antiga maneira de se divertir com as crianças como jogo de botão, montar quebra cabeças, etc… Diminui a ansiedade, estreita a ligação e o carinho e por tabela a carência e a insegurança, acalma o coração!

Agora, pasmem!! eu assisti um programa esta semana e fiquei de boca aberta com as informações desta Nutricionista Dra. Marisa Graça Diniz!  Peço que assistam, para rever os alimentos fornecidos as crianças e mesmo para nós adultos.

T.D.O. TRANSTORNO DESAFIADOR DE OPOSIÇÃO, CRUZES!!!! MAIS UM NOME ENORME PARA RETRATAR COMPORTAMENTOS “INADEQUADOS” DAS NOSSAS CRIANÇAS? agosto 5, 2015

Posted by Elza Prado in Diversos, Terapia Floral.
add a comment

TDO TRANSTORNO DES. OPOSITIVOComportamento típico pode ser tratado com a Essência Floral VERNONIA/LANTANA (Florais de Minas) e/ou FÓRMULA ECOLÓGICA.

Todas as crianças passam por fases difíceis que muitas vezes poderiam ser descritas como “de oposição”, especialmente quando se está cansado, com fome, estressado ou chateado. Quando eles estão assim podem discutir, conversar, desobedecer e desafiar os pais, professores e outros adultos. Há também momentos no desenvolvimento normal que o comportamento de oposição é esperado, como por exemplo entre dois a três anos de idade ou até mesmo na pré-adolescência. Entretanto, o comportamento hostil se torna uma preocupação quando é freqüente e consistente, que se destaca quando comparado com outras crianças da mesma idade e nível de desenvolvimento e quando ela afeta a família da criança, social e a escola.

Para melhor entender, nada melhor como uma boa definição:

O Transtorno Desafiador de Oposição (TDO) é um transtorno disruptivo, caracterizado por um padrão global de desobediência, desafio e comportamento hostil. A criança ou adolescente discute excessivamente com adultos, não aceitam responsabilidade por sua má conduta, incomodam deliberadamente os demais, possuem dificuldade de aceitar regras e perdem facilmente o controle se as coisas não seguem a forma que eles desejam (SERRA-PINHEIRO et al., 2004, p.273).

Em crianças com Transtorno Desafiador Opositor (TDO), geralmente apresentam um padrão contínuo de comportamento não cooperativo, desafiante, desobediente e hostil incluindo resistência a figura de autoridade. O padrão de comportamento pode incluir:

Freqüentes acessos de raiva

Discussões excessivas com adultos, muitas vezes, questionando as regras

Desafio e recusa em cumprir com os pedidos de adultos

Deliberada tentativa de irritar ou perturbar as pessoas

Culpar os outros por seus erros e mau comportamento

Muitas vezes, ser suscetível ou facilmente aborrecido pelos outros

Freqüente raiva e ressentimento/Agressividade contra colegas

Dificuldade em manter amizades

Problemas acadêmicos,

Embora não haja nenhuma causa claramente compreendida, acredita-se ser uma combinação de genética, ambiente, incluindo:

Disposição natural de uma criança

Limitações ou atraso no desenvolvimento da capacidade de uma criança no processo de pensamento e sentimento

Falta de fiscalização

Inconsistência ou disciplina severa

Abuso ou negligência

Desequilíbrio de certas substâncias químicas do cérebro, tais como a Serotonina

Os sintomas são geralmente vistos em várias configurações, mas são mais perceptíveis em casa ou na escola. Muitos pais relatam que seu filho com TOD estava mais rígido e exigente que os seus irmãos desde pequeno.

Este problema é bastante comum, ocorrendo entre 2% e 16% das crianças e adolescentes. Em crianças menores é mais comum em meninos, mas durante a adolescência ocorre com freqüência em ambos os sexos. O inicio é geralmente gradual e aumenta a gravidade dos problemas de comportamento ao longo do tempo.

A melhor maneira de tratar um criança com TOD inclui Psicoterapia infantil que abrange técnicas de manejo e modificação do comportamento, utilizando uma abordagem coerente da disciplina e seguir com reforço positivo de comportamentos adequados.

É muito difícil os pais lidarem com estas crianças e adolescentes, por isso é indicado Orientação de Pais para melhor entendê-los além de obterem apoio e compreensão e consequentemente receberem treinamento acerca de habilidades de manejo destas crianças.

Eu, Elza Prado, Terapeuta Holística, Professora Especialista nos Florais de Bach e Minas, acrescento que além da psicoterapia devemos utilizar a Terapia Floral, as essências florais básicas para esse tipo de comportamento são Vernônia e Lantana (do Sistema Florais de Minas) ou Fórmula Ecológica + o da índole da criança ou do adolescente.

O sucesso do tratamento requer empenho e acompanhamento em uma base regular de ambos pais e professores.